berrantexshofar.jpg

A DIFERENÇA ENTRE O BERRANTE E O SHOFAR

Não foi ou duas vezes que após algumas ministrações nas igrejas em que somos convidados, uma ou duas pessoas nos questionam o motivo que tocamos “o berrante na igreja”, se referindo ao Shofar.

Comparar Shofar com o berrante, para quem é um tocador, é a mesma coisa que se comparar a adoração com murmuração. São totalmente opostos e um se diverge do outro.

  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIn
  • Instagram

Antes de tudo, devemos saber o que nos diz a internet sobre cada um desses instrumentos.

 

Berrante: também conhecido como chifre ou corno, é uma corneta feita de chifres de boi. É uma espécie de buzina usada desde a antiguidade por pastores e atualmente por vaqueiros brasileiros e africanos para chamar o gado no campo ou no transporte por intermédio das comitivas. É um instrumento muito eficaz na orientação, alarme e comando, e consiste num chifre longo em que a ponta é cortada para se soprar e com um orifício no meio; depende deste furo o equilíbrio, o acerto e a afinação do som. Segundo Mário de Andrade, o berrante utilizado no Brasil teria surgido por questões econômicas — no seu Dicionário Musical Brasileiro, afirma: “Com a dificuldade monetária e comercial de se adquirir trompas de caça na Europa, o caçador fez o berrante”. No entanto, é muito mais provável que a introdução do berrante no Brasil se deva aos escravos africanos, que em África usavam os chifres do olongo (cudo), que por natureza já é curvado em espiral.

 

Shofar (do hebraico שופר shofar ) é considerado um dos instrumentos de sopro mais antigos. Somente a flauta do pastor – chamada Ugav, na Bíblia – tem registro da mesma época, mas não tem função em serviços religiosos nos dias de hoje. O shofar não produz sons delicados como o clarim moderno, a trombeta ou outro instrumento de sopro, mas para os judeus, o shofar não é apenas um instrumento "musical". É um instrumento tradicionalmente sagrado. Na tradição judaica, lembra o carneiro sacrificado por Avraham (Abrão) no lugar de Yitschac (Isaac) através da história da Akedá (amarração de Yitschac), lida no segundo dia de Rosh Hashaná.

Já no conceito acima, percebemos claramente que existe uma grande diferença no uso desses instrumentos, um para atrair gado e outro para serviços religiosos, ou seja, adoração à Deus.

 

Existem poucas informações sobre o uso do berrante no Brasil, o que temos são relatadas por pessoas que praticavam magia negra e hoje se converteram uma delas é a irmã Geralda Matoso que nos relata sua experiência pessoal com o uso desse instrumento para atrair demônios e fazer oferendas a esses espíritos. Esse instrumento é chamado de BOUIÃ que tem o seguinte significado:

B= Boi

OU = Omulu

IÃ = Iansã

Omulu e Iansã são nomes de entidades espíritas que se manifestam quando esse instrumento é tocado.

Sabemos também, pela história, que o berrante foi introduzido no Brasil pelos escravos africanos, que é muito usado em magia negra, nas ditas quebradas, nas matas virgens e em lugares ermos atrair esses espíritos inclusive o dito caboclo boiadeiro. Sempre que é tocado tem que haver sacrifícios.

O berrante nos lembra de escravos, África, vaqueiros, bois e rodeios onde no início de cada evento eles fazem uma celebração à que chamam de nossa senhora.

 

O Shofar nos lembra de Deus, de Abraão e Isaque. Desde tempos remotos é considerado um instrumento de louvor e adoração à Deus, e o mais importante de tudo, nos lembra da vinda do Messias, no arrebatamento da igreja, quando será tocado o Shofar de Deus.

Nunca ouvimos falar que o berrante foi usado para adorar ao Senhor, nenhuma menção na palavra de Deus sobre o uso desse instrumento para esse fim. Mas temos em toda a bíblia cerca de mais de 70 menções do uso do Shofar, desde Velho ao Novo Testamento, algumas delas muito interessante.

 

Você sabia que Deus toca o Shofar? Em Zacarias 9:14 diz “Avistar-se-á o Eterno pairando sobre eles, e Suas flechas serão disparadas como raios. E o Eterno Deus fará soar o Shofar, avançando como o (irresistível) redemoinho do sul.”

 

Sabia também que Ele tem somente dois instrumentos, a Harpa e o Shofar?

I Tes 4:16 “Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com o Shofar de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro.”

Apocalipse 15:2 “E vi um como mar de vidro misturado com fogo; e também os que saíram vitoriosos da besta, e da sua imagem, e do seu sinal, e do número do seu nome, que estavam junto ao mar de vidro, e tinham as harpas de Deus.”.

 

Se o Eterno Deus toca e tem um Shofar, porque então não tocamos?

 

N ão temos ainda no Brasil uma pessoa que seria usada como exemplo do uso do Shofar, mas posso colocar diversas fotos de tocadores, pastores, líderes, judeus e etc. Hoje o Ministério Brit tem sido referência no Brasil como um dos que apoiam o uso do Shofar na igreja. Quem ainda não sentiu um arrepio ao ouvir o toque longo que nos lembra da vinda do nosso Messias?

 

Há vários momentos na Bíblia em que o Shofar é mencionado. Infelizmente, em algumas traduções encontramos “trombetas” e “buzinas”. A Trombeta é um instrumento totalmente diferente. Feita de prata ou de cobre, é chamada de Chatsitserot em Hebraico. Tem um cúbito de comprimento, a parte de cima é estreita e vai ampliando progressivamente até o fim. É mencionada pela primeira vez na Bíblia em Números Capítulo 10, versículo 2. O uso de trombetas foi ordenado por Moisés. Contudo, Josué e Gideão não fizeram uso de Trombetas e sim, de Shofar.

 

Em Oséias 4:6 e 7 está escrito “O meu povo foi destruído, porque lhe faltou o conhecimento; porque tu rejeitaste o conhecimento, também eu te rejeitarei, para que não sejas sacerdote diante de mim; e, visto que te esqueceste da lei do teu Deus, também eu me esquecerei de teus filhos. Como eles se multiplicaram, assim pecaram contra mim; eu mudarei a sua honra em vergonha.”

A palavra conhecimento escrito nessa passagem não se refere somente ao conhecimento bíblico, se buscarmos essa palavra no original da´at (t,r) significa conhecimento, astúcia. Expressa o conhecimento adquirido de diversas maneiras pelos sentidos, natureza pessoal, experimental e técnico. Também usado para definir discernimento. Vem da raiz yãda, que significa conhecer.

O fato de usar o berrante indevidamente por falta de conhecimento, não justificará o erro, devemos buscar de Deus esse discernimento.

O berrante não foi feito para adoração à Deus, temos a palavra que nos orienta nesse sentido.

 

Houve uma vez que minha esposa me pediu que comprasse suco quando estava indo para casa, ao passar pelo supermercado me deparei com duas marcas, uma chamada ades que em hebraico significa inferno e outra marca chamada disfrut que significa desfrutar, experimentar algo. Logicamente levei a marca disfrut, porque eu levaria a outra? Se por acaso não houvesse outra marca, ai sim, normalmente oramos sobre os alimentos e o santificamos. Cabe ai então a pergunta, porque usar berrante se temos o Shofar? Se não houvesse um instrumento específico para essa finalidade, poderíamos até justificar.

 

Algumas pessoas alegam que o Shofar é um instrumento judaico, mas discordo totalmente dessa afirmação. Pelos relatos acima descobrimos que o Shofar é um instrumento bíblico, tocado em várias ocasiões específicas, inclusive em batalha espiritual. O próprio apóstolo Paulo nos ensina isso em I Co14:8” Porque, se o Shofar der sonido incerto, quem se preparará para a batalha?”. Que tipo de batalha Paulo fala? Veremos isso em Ef 6:12 “Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais.”

 

Nesses últimos anos temos notado que têm surgido pessoas com o chamado específico para o toque do Shofar. Cremos que vivemos um momento profético para a Igreja e a nação de Israel. Ele tocará o Shofar de Deus na Sua vinda e todas as vezes que o tocamos nos lembramos dela.

 

Chegará um dia em que todos estarão buscando somente um objetivo.

 

YESHUA!

Contato

Se tiver alguma dúvida ou comentário, entre em contato conosco.

WhatsApp: +55 (31) 99229-1952